Loading...

Informações sobre o LBB e muito mais.

Fique por dentro das novidades do Laboratório Beneficente de Belém.

02/12/2015
Compartilhar

Alimentação funcional foca na qualidade de vida

Conheça os benefícios que os alimentos funcionais proporcionam e os inclua em suas refeições.

Não tem jeito. Se você se alimenta mal, cedo ou tarde, seu corpo vai sentir os efeitos e sua saúde ficará comprometida. Saúde e boa alimentação caminham de mãos dadas e, por isso, a alimentação funcional vem se popularizando e ganhando adeptos em todo o mundo.

Mas, o que são os alimentos funcionais? A nutricionista Débora Melo explica que “são aqueles que, além das funções nutricionais básicas, produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos trazendo benefícios à saúde e contribuindo para redução do risco de doenças”.

Alguns alimentos classificados como funcionais são: soja e derivados, cereais integrais (aveia, centeio, cevada, farelo de trigo), tomate, uva, couve-flor e brócolis, linhaça, hortaliças com talo, leite fermentado, chia, quinoa, arroz negro, feijão Azuki, entre outros.

michely-murchio

Para muitos, incorporar estes ingredientes à alimentação diária pode parecer um grande sacrifício ou muito trabalhoso, mas a chef Michelly Murchio, especialista em gastronomia funcional, afirma que com criatividade, ousadia e experimentação é mais fácil fazer comida funcional do que a chamada “tradicional” que, além de tudo, “não se preocupa em produzir alimentos benéficos à saúde.

Michelly, que se apaixonou pelo estilo de vida saudável, é proprietária de um bistrô dedicado aos alimentos funcionais e diz que é possível se alimentar bem, com saúde e emagrecer sem perder o prazer das refeições. “Meu interesse maior é que as pessoas se reeduquem e fiquem bem de saúde comendo com sabor. Uso temperos e ingredientes funcionais para equilibrar as taxas metabólicas, promover mais disposição e enxugar os quilos extras”, conta a chef.

Adaptando as combinações, substituindo itens, reduzindo o uso de sal, entre outros truques, até mesmo a cozinha regional paraense pode se tornar funcional.

Segundo Michelly, algumas simples ações ajudam a facilitar a rotina de preparo de uma alimentação saudável, como organizar os cardápios, tirar algumas horas de um ou dois dias para deixar as “bases” prontas, levar a lancheira de comida para o trabalho e evitar ficar refém dos lanches de rua.

Para a nutricionista Débora Melo, os benefícios da alimentação funcional são inúmeros e, inclusive, reduz as despesas. “Usar alimentos funcionais ajuda a diminuir os gastos relacionados à assistência em saúde, como os remédios na farmácia, as consultas ou exames médicos”, explica Débora.

Como você pôde perceber, não é difícil começar a se alimentar com ingredientes funcionais, mas, antes de incluir ou excluir itens no seu cardápio, é sempre recomendado consultar um nutricionista para analisar o seu perfil e criar uma dieta personalizada.

Para lhe inspirar a começar a usar ingredientes funcionais, a chef Michelly Murchio preparou algumas receitas deliciosas e fáceis de fazer. Bom apetite!

 

PERU ORGÂNICO OU CAIPIRA

Ingredientes
• 1/2 garrafa de espumante branco
• 1 copo de vinho tinto.
• Alho
• 2 cebolas médias.
• Manteiga sem sal (de preferência clarificada)
• Suco de laranja
• Sal rosa do hymalaia

Farofa funcional
Ingredientes:
• 1kg de farinha de mandioca
• 100g de passas sem caroço
• 100g de avelãs
• 100g de amêndoas laminadas
• 150g de nozes
• 3 cebolas cortadas em fatias
• 6 dentes de alho laminados

Preparo
Tempere o peru de véspera e deixe descansando na geladeira, coberto com papel ou dentro de um saco, para assar fechado. Tire os miúdos e reserve. No dia seguinte, coloque duas cebolas descascadas dentro do peru e amarre as coxas. Regue com o molho, pincele manteiga e coloque em uma assadeira, coberto com papel alumínio. Asse em forno aquecido a 200/220 graus por 1h45. Depois tire o papel, regue com o molho e asse mais 30 minutos.

Para a farofa
Aqueça a manteiga clarificada e refogue a cebola e o alho. Quando dourar, coloque as amêndoas. Acrescente mais manteiga e coloque a farofa. Torre lentamente em fogo baixo e acerte o sal. Depois, coloque as passas e nozes.

 

ARROZ DE LENTILHA

Ingredientes
• 500g de arroz cateto
• 4 cebolas cortadas à Julienne
• 8 dentes de alho laminado
• Sal rosa
• 500g de lentilhas
• Azeite extra virgem
• 2 colheres de mel ou açúcar demerara

Preparo do arroz
Lave o arroz e coloque na pressão por 20 minutos depois de chiar, sem tempero nenhum. Coloque as lentilhas de molho por 1 hora e depois escorra e coloque-as embrulhadas em papel alumínio para assar por 25 minutos no forno, com azeite e sal rosa.

Refogue alho e cebola e, depois que ela dourar, coloque o mel ou açúcar.
Misture arroz e lentilha e acerte o sal e azeite.

 

BOLO DE CHOCOLATE COM PIPOCA DOCE

Ingredientes
• 2 colheres de manteiga de coco (pode ser óleo de coco ou manteiga ghee)
• 1 xícara de fécula de batata
• 1 xícara de farinha de arroz
• 1/2 xícara de farinha de amêndoas
• 1 xícara de leite de amêndoas
• 1 xícara de açúcar demerara
• 3 ovos
• 1/2 xícara de cacau
• 1 colher de sopa de fermento químico

Bata a manteiga com os ovos e depois acrescente açúcar, cacau e leite. Peneire os secos e misture aos líquidos. Por fim, coloque o fermento.

Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus e asse por 35 minutos.

Para a ganache de chocolate
• 300g de chocolate sem glúten e sem lactose
• 300g de cacau 70%
• 500ml de creme de leite fresco sem lactose

Afervente o creme de leite e, assim que que levantar a primeira fervura, apague o fogo e derrame no chocolate todo cortado. Misture até virar um creme. Derrame em cima do bolo.

Pipoca doce
Faça pipoca normal e em seguida jogue no chocolate derretido ainda morno. Depois, retire com uma escumadeira e deixe escorrer. Leve à geladeira por 1 hora.

Tags

Voltar